segunda-feira, 16 de julho de 2012

Sinais de luz


Pousa-me mansamente
calma estou por hora
superfície do lago

dispo-me a esse toque
serenando
ondulo pensamentos suaves

os teus pés atravessam-me
tuas mãos acariciam
minha face que sorri
deitas águas ao rosto
elas correm para mim

sinto teu cheiro
ressoando notas cálidas
aroma do serrado
natureza exuberante-rara

deleito-me e espalho-
(me)u desejo por quilômetros
abro meus braços ao encontro
[há dias esperado
incessantemente

tenho a sede dos beduínos
em pleno deserto - sem ti
desfaleço -

ainda que seja Oásis

o primor dos dias enlaça-me
olho para o céu Atlântico
paira vaporoso acima da cabeça

ainda aguardo a caravana

espalhando meus sinais de luz
sigo os olhares
pelas serras de mim Savana

seca agora estou - preciso
dá-me
respiro-te gotas frescas
[desta feita
aVivo-me!

Joice Furtado - 16/07/2012

1 comentários:

Albuq disse...

Lindo Joice!
Encantador teus versos!
Bjs e ótima semana!