terça-feira, 6 de março de 2012

Sedução de Vênus



Não quero uma mente doente
Desejo noites de lua, nua
deitar na sua pele quente

O seu olhar mais intenso, espero
enquanto me penetra, sacia
meu corpo em tormento
por querê-lo desse jeito
torturada noite e dia

Sem vergonha, excluídos
todos os falsos moralismos,
reverenciemos o nosso prazer
Sedução de Vênus em busca de Marte
Luta sem fim, regada a sexo,
mãos que se procuram, beijos
suores vertidos,  exangues

E eu que já me perdi
como se me tornasse parte
do seu inteiro espírito
Seu corpo, sua pele e cheiro
Renuncio à guerra, ao exílio
dos seus olhos, cativo
por gerações prefiro ser
Soldado em campo de batalha
comandar, apenas, seu corpo em êxtases
Minhas glórias mais reverentes,
honroso motivo de viver.

Inspirado no Quadro Vênus e Marte de Botticelli

Joice Furtado - 06/03/2012

1 comentários:

Nelson Souzza disse...

Olá, Joice! Gostei muito do seu blog: essência e conteúdo na medida certa. Parabéns pelo excelente trabalho. Quando tiver um "tempinho", apareça no meu pequeno espaço; terei o maior prazer em recebê-la. Um abraço!