sexta-feira, 19 de outubro de 2012

aGostar


Foto: Brita Seifert
Gostar da tua poesia 
é abrir o céu de dia
e noite também
mesmo quando tudo é frio
parecer nublado

um fim em mim
recomeço do paladar
minha boca saliva
ao te abraçar em palavras

o gosto é adocicado
soluçante
doce de amoras frescas
morangos silvestres

eu amo
suspiro em nuvens algodão
vou aos campos da mente
colho emoções macias
aconhego-me nos braços teus
o calor acalma, só alma
sou
estou assim e fico
aGostar da tua poesia

... agosto já passou
não há desgostos mais
nem trevas ou marés frias
furacões, - ressacas que me machucam
a pele, cegam meus olhos - 
eis que descubro o estopim
esse que disparou meu anSeio

teu olhar 
ele/ela - o que quiser ser -
contanto que - Seja
a expressão íntima e delirante
das palavras abransando meus sentidos
Todos - 

Joice Furtado - 19/10/2012

Anoiteça e amanheça eu.
  
[Beija eu - Marisa Monte]



 

2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

Só os sentidos podem curar a alma.

Beijo.

acheiebloguei disse...

Olá flor, passando pra ver como que vc está!!! Posts novos, layout novo!!! Parabéns! Boa semana pra ti.
Bjkas