segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Enseadas

Foto: Bellissime Immagini

Um mergulho
vazio nefando
perambulo oceAnos
sem fim


continentes estranhos
- sem teus braços Amor -
Náufrago das dores
Sou

Monstros lendários
hipócritas e suas crises
tão normais

Condenso tempestades - cúmulos nimbos -
estou

Torna ao extrato
Meu interior Atlântico
vagueia

Mova continentes
Mas venhas, cedo venhas
sobre espumas do mar
até mim

descansemos à tarde
manhã de gozo
protegidos do abissal transtorno

apaixonados somos 
enseadas quentes

Joice Furtado- 17/12/2012

Meu perfil no Google +Joice Furtado

3 comentários:

gbpaixão disse...

Eu ainda não me situei no seu pensamento, mas me parece que vc escreveu seus medos e desejos ocultos e, deixou seu lado frágil à mostra. Gostei mesmo!

gbpaixão disse...

Você publicou seus medos e desejos. Gostei mesmo!

carmen silvia presotto disse...

Joice, poeta, amiga querida!!

Um beijo imenso, Feliz Natal, e um 2013 intenso em Poesia ao nosso tempo.

Estar contigo me faz melhor, feliz por tua amizade sempre.

Carmen Silvia Presotto - Vidráguas!